Madeira de reflorestamento: tudo o que você precisa saber

madeira cortada

A madeira de reflorestamento é o resultado da extração de árvores que são plantadas já com a função de serem extraídas posteriormente.

A produção de madeira de reflorestamento é uma importante prática para que o ecossistema não se desequilibre.

Nesse artigo vamos falar sobre essa prática e como ela pode beneficiar o meio ambiente.

O que é reflorestamento e como ele é feito?

O reflorestamento é feito através do plantio de árvores que crescem rapidamente e que substituem as árvores nativas da área.

As madeiras obtidas a partir de reflorestamento de florestas são plantadas já com uma finalidade definida: serem extraídas e, assim, dar espaço para que novas árvores sejam plantadas no mesmo local.

Quando bem executado, o processo de reflorestamento é capaz de recuperar áreas verdes com espécies nativas, melhorando ecossistemas degradados, e ainda poupa-se a natureza de cortes ilegais.

Vantagens do reflorestamento

  • Ajuda a recuperar áreas verdes com espécies nativas; 
  • Se aplicado em encostas, impede o deslizamento de terra e evita a erosão do solo;  
  • Diminui o gás carbônico (que causa o efeito estufa); 
  • Anti-desmatamento;
  • Impacta menos ciclos de vida nas florestas.

De acordo com o Inpe, através do Projeto de Monitoramento da Floresta Amazônica por Satélites (Prodes), o Brasil diminuiu em 15% a taxa de desmatamento na Amazônia Legal de agosto de 2013 a julho de 2014 e nos últimos 10 anos.

Ao adquirir um produto sustentável, você contribui para o cuidado ambiental já que a madeira reflorestada se tornou algo economicamente viável e ecologicamente mais adequado.

Além disso, ela auxilia na preservação das matas nativas e contribui para um ecossistema mais equilibrado.

A Relvaplac levanta a bandeira do meio ambiente. Uma das certificações que zelamos com honra é o FSC, popularmente conhecido como Selo-Verde, que garante um manejo ecologicamente correto, oferecendo aos nossos clientes a certeza de que adquirem produtos que não agridem as florestas.

Veja também:

Estudo mostra 72% de economia ao investir em compensados

Contéudo recente

Siga nas redes!